Momentos PibVitória

INDEPENDÊNCIA OU MORTE! by Delane Souza

            Nossa história registra que, no dia 7 de setembro de 1822, às margens do rio Ipiranga, D. Pedro I deu este brado, marcando a libertação do Brasil do jugo português. Até então, éramos uma colônia de Portugal, que dominava nosso comércio, explorava nossas riquezas e controlava nossas relações internacionais. Não existíamos como país livre e soberano. Tudo dependia da metrópole distante, que, às vezes, nos subjugava com mão de ferro. Tiradentes, um exemplo!

            Esta emancipação não foi tranquila, pois o colonizador não se conformava em perder sua maior colônia, como enormes riquezas, já exploradas e por explorar. Muitas dificuldades tivemos, porque, economicamente, existiam fortes laços que nos prendiam ao colonizador. Houve resistência na Europa e, também, no próprio Brasil. Aqueles que eram beneficiados ou recebiam beneplácitos da Coroa Portuguesa, tiveram, no primeiro instante, receio de perder suas regalias. Alguns, até, preferiram retornar à metrópole. Mas, muitos enxergaram o alcance deste brado e deslumbraram um futuro promissor, livre do pesado jugo.

            Antes, muito antes, há quase 2000 anos, no Calvário, um outro brado se ouviu: “Está consumado!” (João 19.30). Na cruz, Jesus estava declarando o sucesso de sua missão terrena: a libertação da humanidade do jugo do pecado.

            Mas, o reino infernal, o império do mal, não se dá por vencido, procura conter aqueles que ainda aceitam seu jugo e busca resgatar os que alcançaram a liberdade e abandonaram sua colônia.

            A escolha é de cada um, pessoal e individual. A luta é intensa, de vida ou morte!

            Por isso, “Fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes permanecer firmes contra as ciladas do Diabo; pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniquidade nas regiões celestes. ” (Ef. 6.10-12)

            Vida ou morte! Salvação ou perdição!

Dc. Delane Souza

Diácono da PibVitória