Nossa História

Foi organizada no dia 2 de setembro de 1903, do outro lado da baía, no morro de Argolas, antes distrito de Vitória, e que hoje pertence ao município de Vila Velha.

Naquele dia, o Concílio, constituído pelos pastores Zacarias C. Taylor, representando a Primeira Igreja Batista da Bahia, A. L. Dunstan, missionário em Campos – RJ, e Francisco José da Silva, recém consagrado ao ministério, examinou os 14 (quatorze) irmãos reunidos naquela pequena e singela casa coberta por folhas de zinco, paredes e chão de barro batido. Uma rústica mesa serviu como púlpito.

Após o exame, tendo sido aprovados, foi declarada a organização de Igreja Batista de Vitória, que, anos depois, passou a se denominar Primeira Igreja Batista de Vitória.

Decorrente do crescente progresso e o acréscimo de novos membros, a Igreja necessitava de mais espaço. Por isso, precisou sair de Argolas e vir para Vitória. Aqui mudou de endereço cinco vezes:

1ª) Um ano e meio depois da chegada, em 1904, de Loren Reno, a igreja passou a se reunir na casa do diácono Estanislau Lemos, onde já funcionava a Escola Bíblica Dominical.

2ª) Av. Schmidt, 70 – Residência do Pr. Loren Reno, onde, também, funcionou uma escola de alfabetização.

3ª) Cidade Alta, Praça Marechal Hermes, em um salão alugado, cuja reforma precisou ser feita à noite e de portas fechadas, por causa da intolerância religiosa reinante.

4ª) Rua General Osório. Foram duas construções. A primeira, inaugurada em 1909, foi denominada de o “Templo da Torrinha”. Nele foi organizada uma escola, que deu origem ao Colégio Americano Batista. A segunda construção, concluída em 1932, foi ocupada até 1976.

5ª) Av. Mal. Mascarenhas de Morais, 595, desde 30 de outubro de 1976.

Nestes 113 anos de existência, a se completarem neste ano, teve 13 (treze) pastores: Francisco José da Silva (1903/1904), Loren Marion Reno (1904/1929), Almir Santos Gonçalves (1929/1946), Walter Kaschel (1946/1951), Alfredo Vianna Barbosa (1952), Natanael de Barros Almeida (interino – 1952/1953), James Palmer Kirk (1953/1958), Nilson do Amaral Fanini (1958/1964), Paul Wayne Noland (interino – 1965), Orivaldo Pimentel Lopes (interino – 1966/1967), Samuel Cardoso Machado (1967/1991), Addison Caio de Magalhães Cintra (interino – 1991/1992) e Oliveira de Araújo (1992/2016).

Por causa da sua enfermidade, o Pr. Oliveira abdicou de continuar à frente da PibVitória. A igreja, grata ao ministério até então exercido, tanto na denominação quanto na igreja, prestou-lhe uma justa homenagem, em 20 de março de 2016, elegendo-o como seu Pastor Emérito.

Desde 2017 o Pr. Doronézio Pedro de Andrade é o pastor titular.

A PibVitória, além da evangelização local, tem atuação marcante na obra missionária no Brasil e no exterior, sustentando missionários nos mais diversos lugares e países.

E, assim, a Primeira Igreja Batista de Vitória prossegue a sua jornada, cumprindo a sua missão de Ir ao mundo, proclamar Cristo às pessoas, e ser uma igreja viva na adoração, no discipulado, no ensino, na comunhão e no serviço.